Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

palpável silêncio...

emoções dentro de mim dão conta da minha conduta, um dia me sinto demasiado nova, outro demasiado velha, e lá se vai meu equilíbrio minha harmonia, aqui delinearei parte de mim passado sem pretensão e escreverei estados de espírito no presente...

palpável silêncio...

emoções dentro de mim dão conta da minha conduta, um dia me sinto demasiado nova, outro demasiado velha, e lá se vai meu equilíbrio minha harmonia, aqui delinearei parte de mim passado sem pretensão e escreverei estados de espírito no presente...

as rosas...

hoje no meu jardim chovia

e a rosa esbelta entre as demais

deu-me as boas-vindas com a doçura

e o pulsar do seu aroma

ostentava beleza, frescura 

recebendo as pequenas gotas da chuva

que sobre o seu veludo se precipitavam.

 

natáliarosafogo

ave sem rumo...

sou ave que voa livre sobre as ramagens

levada pela brisa,

atravessei a fronteira

do outono,

deixei-me ao abandono

precipitei-me na chuva do inverno

já sou um ponto a desaparecer

no horizonte...onde o sol vai morrer!

 

nataliarosafogo

lugares...

todo o tempo que perdurou em mim,

deixou recordações

dos lugares onde ainda

a minha memória procura

os dias iluminados da minha infância...

 

nataliarosafogo

quietude...

comovido fica meu olhar,

 pulsa o coração,

desperta uma lágrima à beira do vazio,

na hora em que os regatos

oferecem a mágica melodia

como quem interpreta sentimentos.

 

nataliarosafogo

sonhei...

um sonho diferente

tão indefeso e tão belo

que se esfuma da realidade

a plenitude, o aroma caído da flor

que nos enlaça e é saudade...

 

nataliarosafogo

certezas...

 

abundam os odores que se misturam,

trazendo-nos recordações da infância

sente-se o odor e a branca nudez,

parece até aparição

que se cruza na nossa mente

a esteva enche a serra com a sua beleza,

até o verdor fica mudo

perante a surpresa....

assim palpita m'coração

se do teu amor tem certeza.

 

nataliarosafogo

pulsa meu coração...

sigo a desvendar o tempo

olhando e abandonando-me na memória do sol...

surpresa dia a dia

pulsando meu coração na primavera

como jovem enamorada

vou lembrando rostos amigos

aqueles,

que nunca nos abandonam por completo...

 

natáliarosafogo

canção d'amor

aos meus olhos és

a frescura do vento

que nasce nas montanhas, 
a canção dum pássaro

que se eleva em nostalgia,

a palavra azul com que escrevo AMOR..

 

nataliarosafogo

descaminho...

Quanto tempo,

diz-me,

ouvirás o rumor das minhas pétalas

antes que a ânsia das estrelas

ou o desarvorado vento,

nos levem para longe

arrancando nossas vidas...

 

nataliarosafogo

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D